Da Redação JM Notícia

Candidato à presidência da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins – FAET, para o quadriênio 2018/2021, produtor rural Nasser Iunes, de Araguaína -TO, fez duras críticas à atual presidência do órgão.

Em comunicado enviado à imprensa, ele questiona a falta de investimento em ações que trariam melhorias aos produtores e os gastos com eventos para promover a atual presidente, a senadora Kátia Abreu.

Senadora Katia Abreu (PMDB-TO) é candidata à reeleição na FAET .Foto: Roque de Sá/Agência Senado

“Se você considerar que o dinheiro que deveria ser convertido para a promoção de cursos, capacitações e até mesmo para otimizar o trabalho interno da instituição é usado para a realização de eventos eleitoreiros, com foco na visibilidade de uma pessoa só, podemos considerar que o aparelhamento da instituição prejudica diretamente o funcionamento da mesma, sendo uma das piores práticas de um gestor”, afirma Iunes.

Como candidato, ele tem algumas propostas para a entidade, incluindo o fim da reeleição e a reconversão da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins para uma verdadeira Casa de Produtores.

AUTOPROMOÇÃO

VEJA TAMBÉM
Bastidores: De olho no Palácio, Kátia Abreu mira PDT ou PSDB

Nasser Iunes ainda que, a entidade é usada apenas como autopromoção e que a entidade precisa ser casa que respalda o produtor:

“O que nós vemos hoje é que a FAET não oferece fomento aos produtores rurais e é usada apenas como degrau para autopromoção e fins eleitoreiros. Essa velha política é um câncer que precisa ser observado e combatido. A FAET deve ser muito mais que isso, ela deve ser a casa que respalda o produtor, assim como as extensões de apoio ao produtor como o SENAR, SEBRAE, entre outras”, disse Nasser.

Ele insiste em dizer que “instituições representativas não devem ser ocupadas como vitrine para política partidária, nem como um troféu que representa status”. Para ele, essas entidades “existem para representar e respaldar, verdadeiramente, a classe que as mantém com credibilidade ou mesmo com contribuições. Vamos reformular tudo isso à frente da FAET e trazer a seriedade que esse cargo demanda”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.