Da Redação JM Notícia

A pastora Sarah Sheeva uso a polêmica envolvendo a cantora Daniela Araújo para alertar as igrejas sobre algo cada vez mais comum: valorizam mais o talento que a vida espiritual dos cantores e músicos.

Daniela Araújo foi exposta por seu ex-namorado que publicou áudios revelando que ela é usuária de drogas. O caso abalou o “mundo gospel” nessa semana.

Sarah Sheeva afirmou que é preciso orar para que Deus restaure a cantora, mas acredita que todo o pecado deve ser exposto. “Sempre tem que haver exposição em tudo o que a gente fizer de errado”. Todavia ela condena a forma como isso veio à tona.

Ela aproveitou o momento para dar um recado à Igreja, pois há muitas pessoas que estão no altar que caem no pecado. “Nós, igreja, precisamos aprender a valorizar mais o caráter que o talento para estarem no altar de Deus”, declarou.

Ela entende que o talento é importante quando falamos de música, mas é preciso colocar a santidade em primeiro lugar. “Se a gente não priorizar o caráter, a gente vai continuar tendo problemas”.

VEJA TAMBÉM
Perlla deixa carreira gospel e volta para o funk e pop

“Precisamos usar essa situação para o nosso crescimento, para melhoria das nossas igrejas e não para ficar atacando pedra nessa menina”, continuou Sarah Sheeva.

Muitas pessoas se destacam pelo talento e são colocadas no altar e, com medo de perderem seus postos, abafam seus pecados e não procuram ajuda para ter uma vida reta.

Sarah é cantora, fez sucesso no meio secular até que se converteu e abandonou a fama. Ela ficou seis anos apenas como membro da igreja, se tratando e aprendendo até que começou a cantar.

Ela conta seu exemplo para mostrar que é preciso preservar o altar, não transformá-lo em um palco para shows. “Onde tem brecha no altar, infelizmente irmãos, as máscaras vão cair”, declarou.

Segundo ela, muitas igrejas que estão “nesse movimento” que transformou a adoração em show, vão ficar sem seus membros, pois com o escândalo, eles procurarão por igrejas mais sérias.

 

Assista:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.