No Espírito Santo, pastor líder da Igreja Evangélica Batista de Vitória (IEBV) causou polêmica ao mandar retirar boneca africana de uma creche municipal. A boneca estava pendurada próxima a parede da área para crianças que funcionava dentro das instalações da igreja. De acordo com o religioso, a boneca era “um vodu”.
O brinquedo fazia parte de um trabalho escolar entre os professores e os alunos. O projeto visava discutir a diversidade e tratar da questão étnica-racial com a origem da cultura africana no Brasil.

O pastor negou que a ação fosse de cunho racista e, segundo o G1, afirmou que se tratava de uma entidade de macumba de comfrontava as ideias da Bíblia.
O prédio o qual a escola funcionava pertence à igreja, mas é alugada pela prefeitura local. A Secretaria de Educação planeja ainda realizar uma reunião com o pastor para que seja esclarecido o caso. Com informações Diário de Pernambuco

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.