Da Redação JM Notícia

Júnior Coimbra é flagrado com o Deputado federal Tadeu Alencar PSB/PE, autor do pedido de vistas 

O parecer do deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ), favorável à Proposta de Emenda Constitucional – PEC 306/2017, de autoria do deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), prevista para ser votada nesta terça-feira, 15, foi lida com parecer pela aprovação com presença da maioria dos membros, totalizando 22 presenças, e aconteceu no Plenário 10, do Anexo II, da Câmara dos Deputados.

Por meio de um pedido de vista do deputado federal Tadeu Alencar PSB/PE, a votação foi adiada, no entanto, já está prevista para ser votada na próxima terça-feira. Tadeu Alencar PSB/PE, alegou necessidade de se inteirar do relatório apresentado pelo relator.

A PEC 306/2017, altera a redação do parágrafo 3º do artigo 12 da Constituição Federal para inserir no rol de cargos privativos de brasileiros natos os de senador da República, de governador, vice-governador e de Ministro das Relações Exteriores.

Ao JM notícia, na tarde desta terça-feira, 15, o deputado Sóstenes Cavalcante, relator da PEC, afirmou que membros da Comissão Especial estavam sofrendo pressões de secretários do prefeito de Palmas, Carlos Amastha, e que poderia haver hoje pedido de vistas, adiando desta forma, a votação do parecer.

Em Brasília, desde de segunda-feira, o ex-deputado federal Júnior Coimbra e o secretário da Casa Civil, Adir Gentil articulam para barrarem a votação do parecer.

Gaguim acompanha

Carlos Gaguim – Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Quem acompanhou a sessão desta terça-feira, 15, foi deputado federal Carlos Gaguim (Podemos), que afirmou que “apesar de não fazer parte como membro da Comissão Especial da PEC 306/2017, estou acompanhando a matéria, por tratar-se de assunto relevante, de interesse de segurança nacional e da soberania do nosso País. “

“Quero parabenizar o excelente trabalho do meu colega Deputado Sóstenes Cavalcante, que apresentou um Parecer brilhante e esclarecedor sobre a matéria, inclusive com sugestão essencial de melhoria no texto original”. Afirmou o ex-governador Gaguim.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.