Da Redação JM Notícia

Polícia ajuda a evacuar pessoas após ataque em Las Ramblas, em Barcelona.
Foto: Stringer/Reuters

Nesta quinta-feira (17) um homem dirigindo um furgão avançou contra pedestres em La Ramla, ponto turístico de Catalunha, capital de Barcelona, Espanha. Treze pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridos, sendo 15 deles em estado grave. Por ser um ponto atrativo para viajantes, as vítimas desse atentado são de, ao menos, 18 nacionalidades.

Horas depois do atentado, o SITE Intelligence Group, consultoria especializada no monitoramento de atividades terroristas em todo o mundo, declarou que o Estado Islâmico estava assumindo a autoria do atentado terrorista.

A reivindicação do ato foi feita através de uma das agências de notícias controlada pelos terroristas, onde eles informam suas ações pelo mundo.

Rita Katz, diretora do Intelligence Group, escreveu no Twitter que nas últimas duas semanas contas nas redes sociais associadas ao EI se manifestaram sobre ataques à Espanha. Todavia, não há evidências que ligam essas mensagens aos ataques desta quinta.

A polícia espanhola conseguiu identificar o homem por trás do aluguel do veículo e divulgou ter prendido mais uma pessoa em conexão com o ato, embora não tenha divulgado os seus nomes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.