Da Redação JM Notícia

 

Começou nesta quinta-feira (17) a 13ª Expo Cristã, evento que reúne empresas de diversos setores que oferecem produtos para igrejas e atendem ao chamado mercado gospel. Entre as editoras presentes, várias trouxeram produtos especiais em comemoração aos 500 anos da Reforma Protestante.

A Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) trouxe dois livros específicos para esta comemoração. O primeiro deles é “A Reforma em Quatro Tempos”, um livro de Paulo Ferreira que fala sobre a reforma de Martinho Lutero, fazendo uma conexão com a atualidade da igreja.

Outro lançamento da CPAD sobre este tema é “Lutero Época Vida Legado” de autoria de Vantuil F. dos Santos. O livro traz um estudo sobre a época e a vida de Martinho Lutero e mostra que, além da popularização da Bíblia, a Reforma Protestante também trouxe a liberdade de consciência para o povo.

A “Bíblia Comemorativa 500 Anos da Reforma Protestante” também faz parte dos lançamentos especiais da CPAD. Nele, a Bíblia ganhou uma capa especial e no encarte algumas informações específicas sobre a Reforma como: “As 95 teses de Lutero na igreja do castelo de Wittenberg”, “As 95 teses de Lutero na igreja do castelo de Wittenberg” e outros.

VEJA TAMBÉM
500 anos da Reforma Protestante e seus benefícios para a sociedade ocidental
Lançamentos da CPAD – Casa Publicadora das Assembleias de Deus

A Editora Central Gospel também tem lançamentos para esta data comemorativa, entre eles o livro “Reforma Protestante – História, Ensinos e Legado” de autoria do pastor Gilmar Vieira Chaves. E em poucas horas de feira, o livro já figurava entre os mais vendidos, segundo Isaque Nascimento, vendedor da editora.

Outro livro que Isaque nos aponta como os mais vendidos é “História da Igreja”, um box com dois livros de história escrito por Everett Ferguson.  “É um desenvolvimento da Igreja desde os dias de Jesus, até os dias atuais, falando também dos 500 anos da Reforma”, declarou Isaque. “É um lançamento extraordinário!”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.