Da Redação JM Notícia

Deputados federais ligados à Assembleia de Deus Ministério Belém foram orientados pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa a votarem a favor do presidente Michel Temer, suspendendo a investigação de corrupção passiva.

Assim como a maioria da Bancada Evangélica, esses parlamentares obedeceram a ordem que, segundo o pastor, serviu para evitar a volta do PT ao comando do país.

“Há um interesse político muito grande daquela turma que destruiu o Brasil, que levou o Brasil ao estado que nós estamos, de chapéu na mão, trabalhando para votar ao poder”, afirmou José Wellington.

Sem citar os governos de Lula e Dilma, o pastor declarou que votar contra Temer seria contribuir para “a volta daquele grupo que quer destruir o Brasil”.

“O desejo daquela gente era levar o Brasil para a situação que está a Venezuela”, completou o pastor que foi presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB) por três décadas.

Ciente de que não tem como garantir a honestidade do presidente Michel Temer, com o qual tem um bom relacionamento, José Wellington declarou que ele é “o homem certo, para o lugar certo, no momento certo”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.