Da Redação JM Notícia

A professora Marcia Friggi usou seu Facebook nesta segunda-feira (21) para denunciar a agressão que sofreu de um aluno, expulso da sala por mau comportamento.

Segundo a professora, que leciona Língua Portuguesa e Literatura na Escola Prefeito Germano Brandes Júnior, em Indaial, Santa Catarina, o aluno a agrediu com socos e ela teve ferimentos pelo rosto.

O aluno foi expulso após responder mal para a professora que havia solicitado que ele tirasse o livro das pernas e colocasse na carteira. “Eu coloco o livro onde eu bem quiser”, teria respondido o aluno e, por isso, foi convidado a se retirar da sala de aula.

“Ele levantou para sair, mas no caminho jogou o livro na minha cabeça. Não me feriu, mas poderia. Na direção eu contei o que tinha acontecido. Ele retrucou que menti”, narrou a professora.

Foi ao se defender da acusação de que estava mentindo que a professora foi agredida pelo aluno de apenas 15 anos, mas forte o bastante para feri-la. “Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede.”

VEJA TAMBÉM
Desemprego atinge 12,3 milhões de pessoas na maior taxa desde 2012

A professora Marcia postou fotos de como o seu rosto ficou após os socos que recebeu do aluno e desabafou dizendo que está dilacerada.

“Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacera por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacera por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacera porque dilacera porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros”, lamenta.

DILACERADAEstou dilacerada. Aconteceu assim:Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi:- Coloque seu livro…

Publicado por Marcia Friggi em Segunda, 21 de agosto de 2017