Da Redação JM Notícia

O deputado Flavinho (PSB-SP) entrou com um processo contra o apóstolo Agenor Duque por conta do vídeo onde ele aparece comprando a imagem de Aparecida à Coca-Cola e jogando-a no chão para provar que a imagem não fala, não ouve e nem pode levantar sozinha.

O parlamentar fala com seus seguidores dizendo que o vídeo tem causado revolta nos católicos de todo o país que estão acessando o vídeo pelas redes sociais.

“Eu respeito profundamente meus irmãos evangélicos”, declara o parlamentar. “Mas estamos tratando aqui de um charlatão, porque o que ele está fazendo é algo terrível e criminoso”, completou.

O deputado lê o artigo 208 do Código Penal que pune o vilipêndio a atos ou objetos religiosos, a pena é de detenção ou multa. “Esse pastor usou uma garrafa de Coca-Cola de 600ml para fazer uma alusão à imagem de Nossa senhora. Inclusive foi ainda mais criminoso, em um ato racista, comparando a cor da Coca-Cola à imagem de Nossa Senhora”, declarou.

Para Flavinho o ato é racista e criminoso e por isso, ele como deputado, irá acionar o Ministério Público para dois crimes: o vilipendio e por racismo. “A gente não pode mais suportar esse crime de ação contra a Igreja Católica”.

VEJA TAMBÉM
Deputados discutem por conta de exposição que mostra pedofilia e zoofilia

Segundo o parlamentar, no meio evangélico Agenor Duque é bastante criticado e considerado por muitos pastores como “herege”.

Duque foi pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e também da Igreja Mundial do Poder de Deus. Ao se desligar desta última denominação, ele fundou sua própria igreja e tem ganho destaque na programação da TV.

O vídeo em que ele fala sobre a imagem de Aparecida tem circulado pelas redes sociais e gerado críticas até mesmo de evangélicos que são contra a prática de preconceito religioso contra qualquer religião.

 

Agenor Duque diz que não vai se calar 

Ao saber que será processado, o apóstolo Agenor Duque se pronunciou em seu programa dizendo que não irá deixar de pregar contra a idolatria. “Eu estou disposto, em nome da minha fé, eu não negocio a minha fé”.

Duque declarou também que “vai morrer pregando que idolatria é pecado e Deus condena”, dizendo que o deputado não acredita na Bíblia.

#Respeitamos e queremos ser respeitados! Não vou me calar diante do insulto criminoso do pastor Agenor Duque contra Nossa Senhora #Aparecida! #Comente e #Compartilhe!#Fe #CelulaDoBem #EAFBem

Publicado por Flavinho em Quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.