Da Redação JM Notícia

O cineasta brasileiro Fabiano Caza foi para os Estados Unidos em 2015 para tentar realizar seu sonho de trabalhar em Hollywood. Ao lado de sua esposa e filha, ele chegou em Los Angeles para aprimorar o seu inglês e com ajuda de amigos evangélicos conseguiu alguns trabalhos freelancers em produtoras.

“Ter o apoio de irmãos em Cristo e de amigos num momento de adaptação foi fundamental pra mim e minha família. Sem a força deles teria sido tudo muito mais difícil”, conta se referindo aos amigos que fez na cidade e aos irmãos da Igreja Bola de Neve em Los Angeles, que os acolheram com todo carinho e atenção.

Logo nos primeiros três meses que ele chegou ao novo país, Caza foi apresentado um produtor americano e com ele começou a produzir alguns trabalhos. Sua primeira grande oportunidade foi com a produtora Labcoat Meerkat, onde atuou como diretor de fotografia e pós produção do filme “Sunshine Underground” e está desenvolvendo projetos de TV para o mercado brasileiro, como a produção do programa de TV “My Sweet L.A” e a série cristã “The Wanderer”.

VEJA TAMBÉM
Em entrevista ao JM Notícia, Aline Barros fala sobre os ensinamentos do filme "Em Defesa de Cristo"

Tantas boas referências o colocaram na mira de um novo longa metragem cristão para o qual foi sondado, com planos de ser rodado em 2018. O filme abordará a escravidão e o tráfico de crianças no Nepal.

“Os produtores do Labcoat Meerkat gostaram muito do meu trabalho no filme que fizemos juntos. Nosso relacionamento profissional se fortaleceu e se estendeu para além de apenas um trabalho e eles toparam ser meus agentes aqui nos EUA. Todo o processo demorou uns nove meses, entre preparar a documentação no Brasil e EUA, com envio e análise de documentações. Uma etapa bastante burocrática mas que teve um final feliz”, conta emocionado.

No meio das comemorações pela saída do visto de trabalho veio a grande surpresa. Caza recebeu de amigos a indicação para fazer o teste de diretor do núcleo de Los Angeles (Califórnia) do programa “Planeta Brasil” e resolveu participar do processo seletivo. Passados 4 meses após o teste de direção e entrevista, quando já nem contava mais com a chance de entrar na equipe, foi surpreendido com a notícia de que tinha sido o escolhido para a função.  

Sem abandonar os projetos paralelos no cinema, Caza assumirá a responsabilidade de manter a qualidade e credibilidade que um dos programas mais prestigiados da Globo Internacional conquistou ao longo dos últimos anos, cuidando da direção da equipe que fica sediada em Los Angeles. Para ele, que sempre levou com o máximo de profissionalismo e garra todos os trabalhos que assumiu, essa será uma tarefa honrosa e, claro, desafiadora.

VEJA TAMBÉM
“Satanás está por trás dos atos racistas de Charlottesville”, diz Franklin Graham

Mas ele sabe o que quer e segue com sua visão de unir em sua vida profissional coragem, resignação e humildade. “Tudo se encaixou no momento perfeito, absolutamente tudo. Deus foi maravilhoso comigo e com minha família, gratidão é a palavra que melhor define meu estado de espírito”, conclui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.