Da Redação JM Notícia

Nesta quinta-feira (24) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, esteve em Juiz de Fora, Minas Gerais, para participar de uma palestra sobre a agenda econômica na Convenção da Assembleia de Deus.

Esta não é a primeira vez que Meirelles participa de um evento com evangélicos, nos últimos meses ele esteve em outros três: esteve na Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, no aniversário de 106 anos da Assembleia de Deus no Pará e no aniversário de 85 anos do bispo primaz mundial das Assembleias de Deus, Manoel Ferreira

O ministro diz que a relação com os evangélicos se dá pela simpatia dos religiosos para com as reformas e o programa de ajuste fiscal do governo de Michel Temer, mas há que diga que Meirelles será candidato do PMDB à Presidência em 2018.

Logo, essa aproximação seria uma forma de manter diálogo com o grupo e buscar apoio para as eleições presidenciais. Lembrando que as Assembleias de Deus formam a denominação evangélica com maior número de fiéis, cerca de 20 milhões de brasileiros.

VEJA TAMBÉM
“Agressão totalmente desnecessária”, diz Padre Zezinho sobre Agenor Duque comparar Aparecida com Coca-Cola

Segundo o jornal O Globo, Henrique Meirelles é filiado ao PSD (partido da base) e nunca escondeu suas ambições políticas. Acredita-se que em abril de 2018 ele irá deixar o governo para participar da disputa presidencial.

“O ministro sabe que se botar a cabeça para fora agora, ela será cortada. Mas se tiver mesmo o objetivo de brigar nas urnas, ele precisa conversar com vários atores. Isso inclui empresários e economistas, mas também os evangélicos, que têm grande influência sobre sua bancada no Congresso”, disse alguns técnicos da área econômica ao jornal O Globo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.