Amazonino Mendes, do PDT, foi eleito o novo governador do Amazonas neste domingo (27). Ele venceu Eduardo Braga (PMDB) no segundo turno, em eleição convocada após a cassação de José Melo (PROS). É a quarta vez que ele ocupará o cargo no estado.

A apuração começou a ser divulgada às 18h (horário local) e, às 18h32, Amazonino estava “matematicamente eleito”, sem poder mais ser alcançado por Braga, com 91,41% dos votos apurados. Com 100% das urnas apuradas, Amazonino obteve 782.933 (59,21% ) votos, contra 539.318 (40,79% ) de Braga.

Logo após ser anunciado o vencedor, Amazonino disse à Rede Amazônica: “Nossa preocupação é uma só: arrumar o que está desarrumado, dando valor ao mérito e não aos costumes políticos. Nós vamos reconstruir o Estado do Amazonas. Isso começa logo, mesmo antes de assumir”. Na coletiva pós-vitória, afirmou que, “se venceu uma eleição não esperada, entende que essa oportunidade é para fazer uma enorme reflexão”. “Importante é o mérito, é o Amazonas, é o seu povo, é sua gente. É esta a nossa bandeira. Nossa bandeira não é grupo político.”

Governador Amazonas, Amazonino Mendes (Foto: Matheus Castro / Rede Amazônica)

Governador Amazonas, Amazonino Mendes (Foto: Matheus Castro / Rede Amazônica)

O político retorna ao poder após cinco anos longe da vida pública – seu último cargo havia sido o de prefeito de Manaus (2009-2012). Ele não tentou a reeleição ao fim do mandato. Amazonino já ocupou outras três vezes o cargo de governador (foi eleito em 1986 e em 1994, sendo reeleito em 1998). Também foi prefeito de Manaus em outras três oportunidades, além de ter conquistado o mandato de senador da República.

O vice dele é Bosco Saraiva (PSDB), deputado estadual. Sua coligação é formada pelos partidos PDT, DEM, PV, PSDB, PSD, PRB e PSC. No primeiro turno, Amazonino teve 38,77% dos votos válidos. Ele irá ficar no cargo pelo período tampão, até o fim de 2018, já que José Melo, eleito em 2014, foi cassado por compra de votos.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, a diplomação do novo governador e vice vai ocorrer no dia 2 de outubro.

Perfil

Amazonino Armando Mendes, de 77 anos, nasceu em Eirunepé, no interior do estado. Em 1983, chegou pela primeira vez à Prefeitura de Manaus. Em 1986, após o término do seu mandato de prefeito, foi eleito pela primeira vez governador do Amazonas. Em 1990, o político chegou ao Senado. Dois anos após ser eleito senador, Amazonino retornou à Prefeitura de Manaus. Desta vez, o mandato do político durou somente dois anos. Isso porque, em 1994, ele deixou o cargo para assumir, pela segunda vez, a função de governador do estado. Ele ficou no cargo por oito anos, pois foi reeleito em 1998. Com informações G1

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.