Da Redação JM Notícia

Ciente do grande número de policiais que perdem a vida no Brasil, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) gravou um vídeo dizendo que o assassinato de policiais deveria ser considerado um crime hediondo. 

“É com muito pesar que eu gravo este vídeo. É lamentável tudo isso. O jovem Fábio Cavalcante e Sá, foi executado com mais de 30 tiros de fuzil na frente do pai. Pai, esse, que está condenado ao resto dos seus dias a trazer sua memória”, disse Feliciano. 

Só no Rio de Janeiro foram 100 policiais mortos apenas nesses primeiros oito meses do ano, número que representa 40% da morte de policiais em todo o Brasil. 

A falta de valorização da Polícia Militar foi comparada pelo parlamentar evangélico com a forma que os Estados Unidos homenageiam seus soldados mortos durante combatentes de guerra. 

“Faça aí uma comparação: 29 soldados mortos em guerra nos Estados Unidos. E aqui no Brasil, só no Rio de Janeiro, 100 policiais foram assassinados. Ou nós mudamos essa situação, ou não teremos um amanhã”, argumentou. 

A proposta do deputado é tornar hediondo o crime de atacar um agente da lei e também criar tribunais militares para julgar esses agentes da lei que hoje são impedidos de agir e são condenados quando usam suas armas. 

“Precisamos também, embora seja polêmico, a diminuição da maioridade penal no nosso país. Enquanto jovens delinquentes souberem que estão isentos, enquanto tiverem o sentimento de que não serão punidos, os crimes não vão parar”, completou Feliciano. 

Por fim, o religioso pediu a Deus para que Deus conforte o coração das famílias do Rio de Janeiro. “Eu peço a Deus que conforte todas as famílias do estado do Rio de Janeiro. Peço a Deus que proteja nossa nação, que proteja o seu filho, a sua filha, que eles possam voltar com vida, porque vivemos num país onde a violência chegou a níveis que superam – e muito – guerras”. 

Assista: 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.