Da Redação JM Notícia

Segundo a delação premiada de Eike Batista, o atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, teria recebido R$ 1 milhão em 2012 para desistir da disputa pela prefeitura do Rio, facilitando a reeleição de Eduardo Paes. 

Cabral teria solicitado a contribuição do valor para a campanha de Paes, através de Caixa 2, e Paes revelou que o dinheiro seria entregue a Crivella para que ele não concorresse naquele ano. 

A fala de Eike revela esquemas entre políticos adversários, além de mostrar que os repasses de empresários fazia parte do jogo político que alimenta o Caixa 2. 

Nas eleições municipais de 2012 Crivella não concorreu e Eduardo Paes venceu as eleições depois de bater o candidato Marcelo Freixo no segundo turno. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.