Da Redação JM Notícia

 

O deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP) se comprometeu a ajudar o pastor Abílio Santana por conta do processo movido contra ele por ter feito críticas à Bíblia gay.

Em um vídeo gravado, Feliciano prometeu encontrar assistência jurídica para que Santana possa se defender contra o grupo da Bahia que está o processando por criticar a versão da Bíblia que apoia a prática homossexual.

“Essa semana que vai se iniciar, eu chegando em Brasília, vou pedir assessoria jurídica para ver a questão da Bíblia. Porque a Bíblia é patrimônio da humanidade”, declarou.

Feliciano também prometeu ver com as instituições autorizadas a publicarem a Bíblia e até mesmo a CNBB e lideranças evangélicas para que elas fiquem cientes do que está acontecendo com o pastor Abílio Santana.

“Vou para a tribuna da Câmara, vou provocar a Frente Parlamentar Evangélica e vou pedir, se possível, uma nota de apoio ao senhor e de repúdio pelo que está acontecendo”, diz Feliciano.

Publicado por Pr. Abílio Santana(pregações) em Segunda, 11 de setembro de 2017

Abílio Santana diz que não está dormindo de preocupação

VEJA TAMBÉM
“Agressão totalmente desnecessária”, diz Padre Zezinho sobre Agenor Duque comparar Aparecida com Coca-Cola

Por conta do processo, Abílio Santana declarou em um vídeo que não está conseguindo dormir e se mostra triste por não ter recebido apoio de quem ele esperava uma ligação.

“Não estamos brigando em nome de uma denominação, mas em nome das Escrituras Sagradas que é patrimônio de todo o cristão”, declarou. “A dor que estou sentindo é tão grande…líderes, homens covardes, vendo a Bíblia sendo estuprada, rasgada, nosso maior patrimônio e nem uma palavra de apoio”, completou.

Publicado por Pr. Abílio Santana(pregações) em Segunda, 11 de setembro de 2017

Entenda o caso

Abílio Santana fez críticas contra o lançamento de uma Bíblia (Graça Sobre Graça) lançada pelo público LGTB e fez uma alerta à nação brasileira:

“Você, pelo amor de Deus, quando for comprar uma bíblia fique atento, pois poderá estar dando uma bíblia dos gays de presente para alguém”.

Essa versão das Escrituras Sagradas não contém versículos que condenam a prática homossexual como Levítico 18:22 e Abílio Santana comenta sobre isso no vídeo onde aparece criticando a versão “gay” da Bíblia.

VEJA TAMBÉM
Marco Feliciano comenta atentado terrorista em show no Reino Unido

Por conta disto, os autores da Bíblia “Graça Sobre Graça”, Jefferson Raphael Caetano Lira, José Marvel Queiroz de Sousa, ingressaram com ação criminal contra o pastor. A primeira audiência desse processo está marcada para esta terça-feira (12) na Bahia.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.