Da Redação JM Notícia

A cúpula do Senado será iluminada com a cor amarela em apoio à campanha de prevenção ao suicídio que é lembrada durante todo o mês de setembro no chamado “Setembro Amarelo”.

A campanha tem ligação com o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio que é celebrado no dia 10 de setembro e tem como objetivo promover a conscientização de que é possível identificar e cuidar de quem pode tirar a própria vida.

A iluminação especial foi solicitada pelo senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), autor do projeto que institui a Semana Nacional de Valorização da Vida (PLS 260/2016).

Proposto em 2003, Associação Internacional para Prevenção ao Suicídio (IASP, sigla em inglês), a data é resultado de uma parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem visto o número de suicídios crescer em todo o mundo.

No Brasil, o movimento começou em 2014, numa iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Vários países participam da campanha por meio da iluminação, na cor amarela, de prédios públicos e monumentos durante todo o mês de setembro.

VEJA TAMBÉM
Suicídio de alunos de escolas particulares em SP faz instituições se mobilizarem

Segundo dados da OMS, todos os anos mais de 800 mil pessoas cometem suicídio, sendo esta a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, atrás apenas dos acidentes de trânsito. O Brasil é o 8º país com o maior número de mortes desse tipo.

Há uma série de atendimentos especiais para auxiliar pessoas em situação de fragilidade, um deles é o serviço do 141, que funciona 24 horas, através deles é possível conversar com atendentes e buscar auxílio em casos de desespero.