Da Redação JM Notícia

O apóstolo Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, ficou cara a cara com o deputado Flavinho (PSB-SP) que ameaçou processá-lo por vilipendiar a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Em uma pregação, transmitida pela TV, Duque comparou a santa com a garrafa de Coca-Cola pedindo para que os telespectadores fizessem um voto de deixar de acreditar na imagem.

O caso repercutiu e revoltou católicos de todo o país que se sentiram ofendidos com a forma que Duque tratou a “Padroeira do Brasil”, dizendo que foi desrespeito e vilipêndio (crime segundo o artigo 208 do código penal brasileiro).

O vídeo divulgado na última sexta-feira (15) mostra que Agenor Duque mudou de posição e não está mais atacando os irmãos católicos, mas sim pedindo perdão pela forma como falou.

“Estou aqui fazendo este vídeo para me retratar com os irmãos católicos que alguns dias atrás se sentiram ofendidos”, declarou ele.

Duque defendeu o respeito entre as religiões e tentou se retratar com o deputado que gravou vídeos e fez discursos na Câmara Federal comentando o caso de desrespeito.

VEJA TAMBÉM
CNBB do Ceará emite nota de repúdio contra exposições que vilipendiaram símbolos cristãos

“Eu estou aqui, publicamente, humildemente te peço perdão”, declarou ele pedindo perdão ao deputado.

Flavinho falou em pacificação e disse que os cristãos devem ficar unidos. “Eu fiz questão de estar com você aqui na sua igreja e mostrar o meu desejo, que é o desejo de todos os católicos, que é de vivermos como irmãos”, declarou o parlamentar.

Assista:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.