Da Redação JM Notícia

Nesta quinta-feira (21) o vereador Júnior Geo (PROS) entrou com um Pedido de Assistência junto com os professores municipais para impedir a reintegração de posse solicitada pelo presidente da Câmara Municipal de Palmas, o vereador José do Lago Folha Filho.

Os professores estão ocupando a Câmara como parte do protesto para pressionar o Prefeito a honrar com os compromissos assumidos em 2015 para o pagamento de uma série de benefícios trabalhistas.

Folha Filho entrou com um pedido de reintegração de posse declarando que a presença dos servidores atrapalha o andamento dos trabalhos dos vereadores, mas Geo discorda.

“Caso haja alguma tentativa de reintegração de posse, eu estarei em meu gabinete para atender os professores. A Câmara Municipal é um espaço público”, declarou ele dizendo que a presença dos professores não impede o funcionamento regular do espaço.

Geo reclamou da forma autoritária com que o prefeito tem tratado os professores. “O que nós esperamos dos nossos gestores é justamente, o que nós pregamos em sala de aula: respeito e dignidade”, disse.

VEJA TAMBÉM
Amastha anuncia Leilão de Imóveis de devedores de IPTU em Palmas e bloqueio de bens

Há nove dias os servidores ocupam o prédio da Câmara e afirmam que não vão sair enquanto não houver uma negociação que atenda as reivindicações feitas por eles, são elas: regularização do pagamento de seus direitos, entre eles as progressões, as titularidades, os retroativos, a data-base, além da eleição de diretores, o direito de reposição e o não corte do ponto.

Nesta sexta-feira o prefeito resolveu apresentar uma proposta para efetuar os pagamentos atrasados, mas até o fechamento desta reportagem o Sintet não se pronunciou se aceitará a proposta e se irá acabar com a greve.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.