Da Redação JM Notícia

Mais um parlamentar no Tocantins foi vítima de montagem difamatória nas redes sociais. Desta vez, o vereador de Palmas, Filipe Fernandes (PSDC), foi alvo de uma  falsa publicação que circula na rede social whatsapp, a qual mostra uma suposta nota de repúdio que o parlamentar teria feito por meio do Facebook, afirmando que grevistas teriam se aproveitado do espaço de seu gabinete e consumido alguns alimentos que teria deixado em sua gaveta:

“Na verdade, não passa de uma montagem grosseira e falsa, tendo em vista que todos os professores que estão utilizando o meu gabinete parlamentar, são pessoas dignas, honestas e batalhadoras. Infelizmente na internet não há como controlarmos esses tipos de montagens grosseiras e falsas que, acabam ofendendo pessoas e tentando deturpar o pensamento geral”, lamenta Filipe Fernandes por meio de nota.

O parlamentar  pede ainda que, “em respeito aos professores e ao movimento grevista que é sério e legítimo, não compartilhem em suas redes essa imagem falsa”. 

Nota de esclarecimento

Está circulando nas redes sociais uma imagem de mal gosto, supostamente da minha Fanpage, onde estaria eu fazendo um repúdio que na verdade não passa de uma montagem grosseira e falsa, tendo em vista que todos os professores que estão utilizando o meu gabinete parlamentar, são pessoas dignas, honestas e batalhadoras. Infelizmente na internet não há como controlarmos esses tipos de montagens grosseiras e falsas que, acabam ofendendo pessoas e tentando deturpar o pensamento geral.

Peço que por favor, em respeito aos professores e ao movimento grevista que é sério é legítimo, não compartilhem em suas redes essa imagem falsa. Desde já agradeço a todos por não contribuírem com algo tão leviano e desnecessário.
Um forte abraço a todos.

Vereador Filipe Fernandes.

GAGUIM – Quem também foi alvo de montagens difamatórias esta semana, foi o deputado federal Carlos Henrique Gaguim. A imagem mostrava uma conta falsa do deputado dizendo que o professor tinha que dar aula por gosto e não por salário e indicava para um link de redes sociais do parlamentar que não existe.

Gaguim afirmou que vai requerer, via judicial, que os responsáveis respondam criminalmente.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.