Da Redação JM Notícia

O dia 23 de setembro passou e, mais uma vez, a teoria sobre o fim do mundo fracassou, nos fazendo relembrar de muitas outras teorias que fracassaram nos últimos anos.

Uma das primeiras profecias de que o mundo iria acabar foi dada por William Miller em 1840. Ele declarava em alto e bom som que um grande incêndio destruiria a Terra entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844.

Para quem não sabe, os seguidores de Miller formaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia, denominação que hoje está presente em vários países do mundo.

Joseph Smith, o primeiro presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, também previu o fim do mundo declarando em 1835 que Jesus retornaria em 56 anos, o que seria em 1891. Mas nada aconteceu.

A passagem do Cometa Halley, em 1910, também gerou uma série de teorias apocalípticas. O cometa se chocaria com a Terra e seria o fim. Ou ainda, a cauda do cometa espalharia um gás mortal que exterminaria a raça humana. Mais uma vez nada aconteceu.

VEJA TAMBÉM
Numerologista Bíblico prevê a chegada do Anticristo e 7 anos de caos

Em 1994 aparece o polêmico pastor americano, Harold Camping, dizendo que o arrebatamento aconteceria em 6 de setembro daquele ano. Ele fez vários cálculos, mas sua teoria fracassou. Não satisfeito, ele refez as contas e decretou o final do mundo para 21 de maio de 2011. Fracassando novamente.

A profecia sobre o final do mundo mais famosa é de Nostradamos, ele afirmava que em julho de 1999 “virá do céu o grande rei do terror”, o que foi interpretado como o fim da Terra. Mas mais uma vez a profecia fracassou.

A vira de 1999 para o ano 2000 também gerou terror na população mundial, com medo da morte, muitas pessoas venderam seus bens e se mataram, por acreditar que algo terrível aconteceria no mundo. Ainda que sem previsões ou profecias, foi um ano de muitas especulações, mas o mundo não acabou.

Entramos então no novo milênio e mais uma profecia foi desenterrada. Desta vez uma data tirada do calendário Maia que decretava o fim da humanidade em dezembro de 2012. Ainda que antropólogos tentassem mostrar que a profecia Maia não falava sobre o fim do mundo, houve quem acreditasse nessa informação.

VEJA TAMBÉM
Vem aí o 27° UMADETINS com o tema "Arrebatamento"

E agora chegamos em 3 teorias que apontavam para o fim do mundo em 23 de setembro. Uma delas falava sobre os alinhamentos das estrelas e misturava astronomia com a Bíblia, mais precisamente o capítulo 12 de Apocalipse.

A segunda teoria dizia que a Terra se chocaria com o planeta Nibiru ou Planeta X, um planeta não identificado pela NASA mas que é personagem em diversas teorias sobre o contato de humanos com alienígenas.

A terceira teoria versava sobre festas judaicas, profecias bíblicas e fenômenos naturais como as chamadas Luas de Sangue. O pastor Mark Biltz, principal voz dessa teoria, declarava que 23 de setembro seria um sinal, por ser o dia da virada do ano judaico para 5.777.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.