Da Redação JM Notícia

O horário de verão deve ser mantido este ano, é isso que declarou o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), disse neste domingo (24).

Por alguns dias o Governo Federal pensou em cancelar a mudança de horário e chegou a sugerir uma pesquisa com os brasileiros para saber se eram favoráveis ou contrários ao fim do horário de verão.

Uma reunião realizada no Palácio do Jaburu, em Brasília, com a presença do presidente Michel Temer, resultou na afirmação do deputado sobre a possível permanência.

“A avaliação de todos que participaram da reunião é uma avaliação no sentido de se manter o horário [de verão], mas essa decisão será tomada posteriormente pelo presidente e pelo ministro da pasta [de Minas e Energia]”, declarou Ribeiro aos jornalistas.

“Nós fizemos uma avaliação de que a tendência é que isso [horário de verão] se mantenha”, completou ele.

O horário de verão deve entrar em vigor no dia 15 de outubro, nessa data os relógios devem ser adiantados em uma hora e ficarão assim até o dia 18 de fevereiro de 2018. O horário de verão é adotado em dez estados brasileiros e também no Distrito Federal.

VEJA TAMBÉM
Michel Temer se reúne com Samuel Câmara em Brasília

A discussão sobre a permanência dessa mudança divide a opinião dos brasileiros. Muitos se queixam da mudança na rotina, pois passam a acordar uma hora mais cedo. Outros, principalmente comerciantes de bares e restaurantes, entendem que o horário é bom para os negócios.

Vale citar também que há uma tese de que o horário de verão ajuda na redução de energia, pois o Sol fica no céu por mais tempo, diminuindo o consumo de energia elétrica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.