Da Redação JM Notícia

De acordo com a imprensa internacional, Emanuel Kidega Samson, de 25 anos, tinha deixado mensagens suspeitas em seu Facebook antes de atacar com tiros uma igreja em Antioch, no Tennesse (EUA).

O jovem portava duas armas e já invadiu a igreja atirando sobre os membros, segundo relato dos sobreviventes do ataque que ocorreu na manhã deste domingo (24).

Uma pessoa morreu e sete pessoas ficaram feridas, inclusive o atirador e o pastor da igreja que foi o primeiro a ver o criminoso entrando armado.

Em seu Facebook, o jovem teria escrito: “Tudo o que você já duvidou ou fez para parecer ser falso, é real. E vice-versa”. E ainda postou imagens com a legenda: “paroxismo irrestrito”, que corresponde a uma ideia de dor extrema.

Os motivos para o ataque não foram identificados, mas de acordo com membros da Igreja de Cristo da Capela de Burnette, há muitos anos Samson chegou a frequentar as reuniões.

“Herói” impede atirador de continuar ataque

O jovem Robert Engle, de 22 anos, conseguiu impedir que o atirador continuasse seu ataque conseguindo ir até o seu carro, e pegando sua arma.

VEJA TAMBÉM
Pastor é morto após culto na Zona da Mata, Minas Gerais

Mesmo machucado, Engle pode segurar o suspeito e aguardar a chegada da polícia. O porta-voz da Polícia Metropolitana de Nashville, Don Aaron, disse que a ação de Engle foi muito corajosa.

O pastor local, Joey Spann, 60 anos levou tiros no peito e sua esposa também foi atingida pelos disparos. Cerca de 50 pessoas estavam na igreja na hora do ataque. Com exceção da mulher de 36 anos que faleceu, todos os demais feridos têm mais de 60 anos. Com informações Agências Internacionais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.