Da Redação JM Notícia

O presidente Michel Temer cedeu à pressão de parlamentares, ambientalistas, artistas e outros representantes da sociedade civil e resolveu revogar o decreto que trata da extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca).

Antes autorizada para a exploração mineral, a área com mais de 4 milhões de hectares, localizada entre a divisa entre o Sul e Sudoeste do Amapá com o Noroeste do Pará, será preservada.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) comemorou a notícia e destacou a mobilização de castanheiros, índios e ribeirinhos do Amapá. A senadora Ana Amélia (PP-RS) também achou a decisão positiva, já que, segundo ela, o clamor da população deve sempre ser considerado.

Quem também comentou a decisão do Governo Federal foi o senador Cidinho Santos (PR-MT) disse que o decreto foi mal interpretado pela sociedade, mas elogiou a decisão do presidente da República de revogar a proposta como forma de ampliar o debate antes de decidir sobre o tema.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.