Da Redação JM Notícia

Na noite desta terça-feira (26) o profissionais da Educação Municipal de Palmas realizaram uma assembleia em frente à Câmara Municipal e decidiura pela suspensão da greve que durou 22 dias.
Os professores que estavam em greve de fome há 7 dias também suspenderam o ato de protesto e os profissionais que ocupam a Câmara por 14 dias também resolveram deixar o espaço.
Na Assembleia foi decidido que os profissionais voltarão a trabalhar nesta quinta-feira (28), tooda a categoria retornará às salas de aula.
Mas segundo o Presidente Regional do Sintet, Fernando Pereira, a suspensão da greve não significa o fim do movimento. “Se o prefeito Carlos Amastha não dialogar, poderemos retornar a qualquer momento. Aqui decidimos uma suspensão, e não um encerramento”, declarou.
A greve começou no dia 5 de setembro e durante estes dias os professores buscavam o recebimento das progressões, das titularidades, dos retroativos, da data-base e ainda da eleição de diretores, do direito de reposição e do não corte do ponto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.