Da Redação JM Notícia

O campus de Araguaína da Universidade Federal do Tocantins normalizou os banheiros unissex dos blocos E, F e H, uma proposta que segue a decisão já adotada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) na defesa “da diversidade”.

Nesses banheiros há uma placa com ícones de homem e mulher e ainda está escrito “unissex”. O objetivo desses espaços é “não constranger” o homem que se sente mulher e a mulher que se sente homem.

Ao saber sobre a instalação desses banheiros em Araguaína, o vereador Filipe Martins (PSC) resolveu se manifestar e criticar a medida. “Não estou criticando a escolha sexual, todos são livres para fazer o que quiser do seu corpo, o que não posso aceitar é que essa minoria imponha suas vontades sobre uma sociedade que na sua maioria segue os princípios tradicionais.”

O parlamentar de Palmas está preocupado com os problemas que esses ambientes podem trazer principalmente expondo as mulheres. “Não posso ficar tranquilo sabendo que um homem possa usar um banheiro ao mesmo tempo que uma mulher, quem vai garantir a segurança da sua família, levando em consideração as ocorrências de assédio sexual entre outras denúncias”, declara Martins.

VEJA TAMBÉM
Tour Marcha para Jesus irá percorrer cidades do Tocantins

O vereador ainda cita a declaração de uma médica americana, Elizabeth Lee Vliet, que estuda os efeitos das mudanças hormonais em mulheres, os banheiros e vestiários “neutros”, dizendo que  representam um grande perigo, já que não apenas transgêneros acabam fazendo uso: são frequentes os casos de homens mal intencionados que entram em ambientes antes exclusivamente femininos, em episódios de atentado ao pudor, assédio sexual, pedofilia e estupro. “É a tirania da minoria”, afirma Vliet.

Filipe Martins afirma também que as lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais não compõem um terceiro sexo, biologicamente continua como Homens e Mulheres, por este motivo não há qualquer necessidade de banheiros unissex.

“A UFT é uma instituição federal, peço ao nosso parlamento que tome as providencias cabíveis a respeito do assunto, como vereador de Palmas estou atento aos acontecimentos em nosso município, vou sempre lutar para que isso não se torne uma realidade em nossa capital. Todas as matérias pertinentes a este assunto, estaremos sempre nos posicionando contra”, disse.

VEJA TAMBÉM
Ministro dos transportes confirma licitação da ponte de Xambioá

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.