Da Redação JM Notícia

O presidente Michel Temer anunciou esta semana o lançamento do Plano Progredir, um pacote de medidas destinado aos beneficiários do Bolsa Família e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Esse programa irá reunir ações de incentivo ao empreendedorismo, qualificação profissional e acesso ao mercado de trabalho, uma estratégia que contará com assistência técnica para 1,7 milhão de autônomos em todo o país, além de ações de inclusão digital e educação financeira. Fora isso, o Progredir irá ofertar 1 milhão de vagas em cursos profissionalizantes.

O plano prevê ainda a oferta de até R$ 3 bilhões anuais em microcrédito, por meio de parcerias com instituições financeiras, para fortalecer pequenos negócios. Os bancos irão definir as condições das linhas de crédito.

Durante o lançamento do programa, que aconteceu em Brasília, o Banco do Nordeste anunciou uma redução de 10% na taxa de juros cobrada nesse tipo de operação.

Governo anuncia reajuste ao Bolsa Família

Durante a cerimônia o presidente Michel Temer anunciou o reajuste de 12,5% no valor do benefício médio do Bolsa Família após dois anos sem aumento. O governo também conseguiu zerar a fila de espera do Bolsa Família em quatro meses este ano.

VEJA TAMBÉM
Sine Municipal oferece 17 vagas de empregos

Ao falar sobre o novo programa, o presidente declarou que este é mais um passo para melhorar a vida dos brasileiros mais pobres. “Meu sonho é que em um dado momento nós venhamos aqui comemorar a desnecessidade de qualquer benefício de natureza individual porque todos estarão empregados no nosso país”, disse.

Projeto deve emancipar 1 milhão de famílias

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o plano tem potencial para emancipar até 1 milhão de famílias nos próximos 24 meses. “Quem está no Bolsa Família precisa e quer progredir na vida. Temos que oportunizar a essas famílias um futuro melhor, por isso criamos este conjunto de ações. O Progredir tem tudo para desencadear o maior processo de inclusão e produtiva dos mais pobres no Brasil”, ressaltou.

O secretário de Inclusão Social e Produtiva do MDS, Vinícius Botelho, destacou a importância da oferta de microcrédito aliado à educação financeira. “O Progredir é uma articulação de ofertas do setor privado e público para os mais pobres. Agora, estamos trabalhando para preparar os beneficiários para receber essas ofertas e terem mais condições de enfrentar a pobreza”, explicou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.