Da Redação JM Notícia

Mesmo com o pedido do Ministério Público Federal que solicitou a reabertura, o Santander Cultural de Porto Alegre (RS) comunicou na última sexta-feira que não irá reabrir a exposição “Queermuseu”.

Em uma pequena nota a instituição declarou: “A mostra Cartografias da Diferença da Arte teve sua exibição finalizada no Centro Cultural de Porto Alegre, de cunho privado, no dia 10.9.17 e não será reaberta conforme comunicado do mesmo dia”.

A exposição ficou disponível em Porto Alegre de 15 de agosto a 10 de setembro, quando foi cancelada após sofrer uma série de acusações por conta de obras que fazem apologia à pedofilia e outras que mostram zoofilia.

Fora isso, a exposição causou revolta por trazer peças que vilipendiam símbolos cristãos, como é o caso de uma série de hóstias com palavrões escritos e um quadro de Jesus com vários braços e em cada mão segurando objetos diversos, incluindo um plug anal.

Diante da revolta coletiva, o Santander Cultural não apenas cancelou a exibição, como se comprometeu a devolver os R$ 800 mil captados através da Lei Rouanet.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.