Da Redação JM Notícia

Pastor Augusto Moraes e Wesley Lemos, candidatos ao cargo de 1º secretário da Ciadseta -TO

A Convenção Interestadual das Assembleias de Deus e Serviços de Evangelização da Região do Tocantins (Ciadseta), elege em dezembro deste ano, em Araguatins -TO, a nova Mesa Diretora da Convenção Ciadseta -TO. A AGO acontece de 14 a 17 de dezembro de 2017.

Um fato inusitado, que vem chamando atenção dos convencionais do Tocantins, é que a chapa encabeçada pelo pastor José Telles Filho, pré-candidato a presidente da Convenção Ciadseta, é que a sua chapa decidiu não lançar candidato ao cargo de 1º secretário da Mesa Diretora da Convenção.

No entanto, a chapa encabeçada pelo pastor Paulo Martins Neto, atual presidente e candidato à reeleição, conta com dois postulantes à secretaria, sendo eles: Pastor Wesley Lemos, presidente da Assembleia de Deus Ciadseta em Aparecida do Rio Negro, e o pastor Augusto Moraes, presidente da Assembleia de Deus Ciadseta em Bernardo Sayão.

Os dois pré-candidatos contam com o apoio do Paulo Martins Neto. Já o pastor Wesley Lemos, conta a seu favor, com o apoio do pastor Antônio Xavier dos Santos Vale, candidato a 1º vice-presidente da Convenção na chapa do pastor Paulo Martins e presidente da AD Palmas Centro. Augusto Moraes, segundo informações não oficiais de bastidores, estaria tentando cooptar o apoio do pastor José Telles Filho, já que a sua chapa não possue candidato ao referido cargo.

VEJA TAMBÉM
16° edição do congresso da UMADEP reúne milhares de evangélicos na região norte da capital

Os dois postualantes possuem perfis diferentes; Wesley Lemos, jovem, carismático e pregador da palavra de Deus, busca ter um bom relacionamento com todas as correntes dentro da Convenção, tendo uma grande aceitação entre os convencionais. Já o pastor Augusto Moraes, é um pastor inteligente, pensa rápido, experiente, mas, também é conhecido por suas duras palavras, rigido, perfecionista ao extremo e que não mede palavras para direcionar aos pastores. Acabou criando uma certa rejeição ao seu nome entre alguns convencionais, que nesse momento, não irá lhe apoiar novamente à recondução do cargo de 1º secretário.

Moraes foi um dos  combatentes que peitou o “sistema” na eleição passada que culminou na condução de Paulo Martins à presidência da Convenção Ciadseta.

Em dezembro, os convencionais vão ter a oportunidade de permanecer com o atual comando da 1ª secretaria ou optar pela renovação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.