Da Redação JM Notícia

A campanha que pede para não chamar meninas de princesas, fantasiou um menino com vestido e coroa

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elogio não faz bem para as meninas.

O documentário “Repense o Elogio”, exibido também durante o Programa Fantástico que defendeu a ideologia de gênero, tem recebido milhares de comentários negativos. No Youtube o vídeo tem mais de 60 mil “não curti” e apenas 2 mil curtidas.

Com pouco mais de 2 minutos, o documentário mostra mulheres dizendo que o elogio de princesa a faziam se sentir mal quando eram crianças. Por não serem brancas de cabelos lisos, muitas afirmaram que não se sentiam bonitas.

Crianças também participam do documentário, refutando que ser chamada de princesa é algo bom. A marca tenta dizer que enquanto as meninas são chamadas de “princesas” e “bonitas”, os meninos são elogiados por palavras como “forte” e “corajoso”, o que contribuí para que a mulher seja considerada mais fraca que os homens.

O mais interessante é que no vídeo um menino aparece vestido de princesa, defendendo a ideologia de gênero onde ele pode ser uma princesa e não um príncipe.

VEJA TAMBÉM
Para Santander, críticos da mostra são "intolerantes e deturpadores da informação"

Assista: