Da Redação JM Notícia

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que entre 2016 e 2017 1,4 milhão de pessoas deixaram de contribuir com a Previdência Social. Os números são resultado da alta taxa de desemprego gerada pela recessão econômica dos últimos dois anos, que geraram uma queda de 1,7% no número de contribuintes nos últimos 12 meses.

Porém as receitas obtidas pelas contribuições não tiveram nenhuma queda, pelo contrário, dados apontam um crescimento de 4,6% nas arrecadações da Previdência na comparação entre agosto de 2016 e agosto de 2017. Entre 2014 e 2015 a queda de contribuições foi de 10,8%.

Apontar queda no número de contribuintes, mas crescimento na receita gera muitas dúvidas, todavia há algumas formas de explicar essa relação. Uma das explicações são as vagas informações, onde as pessoas não estão registradas, mas contribuem por algum tempo. A segunda seria as vagas que se abriram recentemente, além do número crescente de profissionais que trabalham por conta própria e não contribuem.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.