Da Redação JM Notícia

Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Palmas desta terça-feira (7) alguns vereadores criticaram a proposta do deputado federal Jean Wyllys que autoriza a mudança de sexo em crianças sem a autorização dos pais.

O projeto 5002/2013 voltará a ser debatido na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal após um pedido feito pela minitra Luislinda Valois que pediu ao presidente da Casa, Rodrigo Maia, que ajudasse a comunidade LGBT.

O texto permite a mudança de sexo em menores de 18 anos determinando que seus representantes legais ajam em conformidade com a vontade da criança e do adolescente. Casa algum dos responsáveis não sejam a favor da decisão da criança, o projeto sugere que a Defensoria Pública entre em ação e faça valer a vontade de criança, autorizando a mudança de sexo sem o consentimento dos pais ou responsáveis.

Para o vereador Filipe Martins (PSC) citou o projeto se posicionando em defesa da família e criticando outras propostas do deputado federal que ferem a família a brasileira. Falando também contra a ideologia de gênero que querem ensinar nas escolas.

VEJA TAMBÉM
Aluna de Palmas denuncia aula de sexo oral e ideologia de gênero durante palestra

O vereador Léo Barbosa (SD) pediu uma parte na fala de seu colega e não poupou críticas ao deputado federal. “Jean Wyllys representa a grande escória da política brasileira. É um ser deplorável que cospe em políticos e defende a mudança de sexo em crianças a partir dos 8 anos”, declarou.

Barbosa acredita, porém, que este tipo de projeto não irá passar no Congresso Nacional. “Tenho certeza que este projeto bizarro, esse projeto imundo, não vai passar porque nós temos no Congresso nomes como Magno Malta, Sóstenes Cavalcante, Marco Feliciano, Jair Bolsonaro e outros homens que defendem os cidadãos que defem a família”, declarou Léo Barbosa.

O vice-presidente da Câmara de Palmas sugeriu uma nota de repúdio à este projeto de lei declarando que ele é danoso ao futuro das crianças e ao país. “Eu não posso concordar com este tipo de projeto”, concluiu.

Diogo Fernandes (PSD) também comentou o caso, dizendo que o mal jamais irá vencer o bem. “O dia que o mal vencer o bem, a vida não terá mais sentido”, declarou dando apoio vereador Felipe Martins.

VEJA TAMBÉM
Vereador  Terciliano Gomes participa hoje de debate com Marco Feliciano em Palmas

A vereadora Laudecy Coimbra (SD) acredita que este tipo de projeto visa a destruição da família, e apoia os vereadores que se colocaram contra tal projeto. “Nós temos uma unanimidade neste parlamento na defesa da família e da moral”, declarou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.