Investimento em ciência e tecnologia é defendido por Barbiero em sessão

A Comissão Especial de Estudo para o Novo Ordenamento Econômico, Administrativo, Social e Político do Tocantins (CENOVO) reuniu autoridades de diversos poderes na manhã desta quarta-feira, 8, no plenário da Assembleia Legislativa, para apresentar o seu relatório final. 

 
Relador de “Política de Ciência, tecnologia e inovação, educação e cultura empreendedora”,  desta Comissão, o Deputado Estadual Alan Barbiero (PSB) chamou atenção para dados importantes em seu relatório. “Há uma evidente distância entre alguns dados da educação do estado que precisam de um olhar mais atento”, frizou o deputado apontando que nas séries iniciais a educação do Tocantins está acima da média nacional enquanto nas séries finais esta abaixo da média. 
 
Outro dado importante destacado no relatório de Barbiero é sobre o analfabetismo, que também  é considerado baixo nas crianças até 14 anos e alto na faixa etária de jovens acima dos 15 anos. “Acredito que essa diferença é motivada pelo fato das crianças menores enxergarem o mundo de uma forma mais lúdica e sonhadora, enquanto os jovens nas séries finais, entrando na adolescência, começam a enxergar o mundo real e suas responsabilidades. Não se vendo inseridos e sem perspectivas, acabam se dedicando menos aos estudos”, pontuou o parlamentar. 
 
O fato é que os jovens se sentem cada vez mais atraídos pela tecnologia e avanços da ciência, e tudo relacionado a isso é um ponto de motivação para essa geração. Por isso, a solução para essa grande distância no desempenho dos alunos das séries iniciais e finais passa pela mudança  do conceito político e o olhar que o estado da hoje à Ciência e Tecnologia. Precisamos inserir os jovens em um projeto de inovação. “Estamos enterrando toda uma geração por não dar aos nossos jovens condições de criar, empreender e sonhar”, finalizou Alan Barbiero.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.