Da Redação JM Notícia

O pastor Jonatas Câmara esteve nesta quinta-feira (9) na sede da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) para protocolar sua saída da convenção, assim como o desligamento da Convenção Estadual da Assembleia de Deus no Amazonas (CEADAM). 

A decisão foi assinada pelos pastores que participaram de uma reunião no dia 29 de setembro na sede da CEADAM e ali votaram em deixar a CGADB, por unanimidade. 

O texto compartilhado pelo pastor mostra que a decisão é “irretratável e irrevogável” e que tal posicionamento não tem ligação com a membresia das igrejas que fazem parte da convenção estadual. 

Vale lembrar que a CEADAM é a segunda maior convenção do Brasil, ficando atrás apenas da CONFRADESP, possuindo 3.085 igrejas no Estado do Amazonas e tendo 272 mil membros.  

  

Mais de 25 mil pastores devem deixar a CGADB 

A viagem do pastor Jonatas Câmara para o Rio de Janeiro acontece no mesmo dia em que a Convenção da Igreja-Mãe das Assembleias de Deus em Belém (CIMADB) realizou uma votação e, também por unanimidade, ficou decidido pelo desligamento da mesma junto à CGADB. 

Conforme o JM Notícia revelou com exclusividade no dia 3 de novembro, mais de 25 mil pastores devem pedir o desligamento da Convenção Geral para se filiarem a uma nova convenção nacional que está sendo criada. 

Pastores de igrejas do Amapá, de Pará e agora do Amazonas já começaram a entregar suas cartas de desligamento, da mesma forma como fez o pastor Samuel Câmara que já protocolou o seu pedido. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.