Da Redação JM Notícia

O vereador Diogo Fernandes utilizou a tribuna na sessão desta quinta-feira (9) para solicitar apoio para o envio de expediente aos Deputados Federais da bancada do Tocantins para que votem contra o Projeto de Lei 6569/13 do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE). O projeto prevê a transposição do Rio Tocantins para um afluente do Rio São Francisco.

Além de evidenciar a tendência majoritariamente política acerca dos argumentos que baseiam a sustentação do Projeto de Lei, Fernandes pontuou a importância da preservação do rio no estado que além de ser de importante para a comunidade ribeirinha, tem forte impacto no turismo e belezas naturais de valor inestimável.

“Hoje neste momento está acontecendo o Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas com a presença de profissionais da área que estão se posicionando contra, pois têm a convicção de que se a transposição for feita, veremos o fim do Rio Tocantins nas próximas décadas”, argumentou o vereador. Diogo Fernandes continuo dizendo: “Precisamos que nossa bancada de deputados federais e senadores possam nos defender e assim o rio Tocantins possa sobreviver”.

VEJA TAMBÉM
Projeto de Diogo Fernandes incentiva micro e pequenos empreendedores

Além dos prejuízos ambientais e a dificuldade que o Rio Tocantins enfrentou este ano em vários municípios, Fernandes também trouxe à atenção dos parlamentares a onerosidade que o projeto pode custar aos cofres públicos. Segundo o parlamentar, um projeto de dessalinização do mar seria mais viável para ajudar a reduzir os problemas da seca nordestina e o Estado poderia investir em um projeto de recuperação de nascentes.

“Vim pedir a sensibilidade da nossa bancada federal para que nossos deputados possam nos defender. Precisamos encontrar uma solução mais barata e mais viável que vai resolver o problema da seca no nordeste de forma mais eficaz sem prejudicar o povo do Tocantins”, finalizou Fernandes.

A solicitação do vereador contou com o apoio e aprovação de parlamentares que se mostraram também preocupados com a questão e elogiaram o posicionamento e a iniciativa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.