Da Redação JM Notícia

Neste domingo (3) os eleitores de Itacajá (TO) irão às urnas para eleger um novo prefeito. A eleição suplementar acontece depois que o Tribunal Superior Eleitoral cassou o registro de Manoel de Souza Pinheiro (PSDB). 

Para substituí-lo, três nomes disputam a vaga sendo eles: Raimundo Marcos (PT), Cleoman Correia Costa (PR) e o próprio ex-prefeito Manoel Souza Pinheiro que consegui um recurso para disputar as eleições novamente. 

Para assumir a cidade, hoje governada interinamente pelo presidente da Câmara de Vereadores, Wesley Clayton Barros (SD), os candidatos precisam obter a maioria absoluta dos 200 mil votos aguardados. 

 

Processo contra ex-prefeito 

Manoel Pinheiro não pode assumir o mandato após ser reeleito em 2016 por conta de uma decisão do TSE que indeferiu seu registro. Isso porque a Câmara Municipal rejeitou as contas do governo do período entre 2009 e 2012. 

O ex-prefeito então recorreu e conseguiu uma liminar na Justiça comum para concorrer às eleições novamente. Em sua defesa ele alega que não desviou recursos e nem praticou apropriação em débito e enriquecimento ilícito. Segundo Manoel Pinheiro o problema das contas rejeitadas foi um erro de contabilidade.