Da Redação JM Notícia

Pastor José Bruno, vocalista da banda Resgate

Em entrevista ao canal Dois Dedos de Teologia, no Youtube, o pastor Zé Bruno, vocalista da banda Resgate, declarou que sua banda quer se desvencilhar do segmento gospel por conta do que este movimento se tornou. 

“A gente faz rock”, declarou ele. “A minha tentativa é me desvincular desse rótulo”, completou o pastor que em 2010 deixou a Igreja Renascer em Cristo, onde era bispo, e fundou a igreja A Casa da Rocha. 

Com quase 30 anos de banda, o grupo formado por pastores (todos eles ex-bispos da Igreja Renascer em Cristo) tem buscado passar mensagens mais cristocêntricas e fazer canções que levam questionamentos sobre os mais variados temas. 

“A cosmovisão aonde eu componho as canções é a cosmovisão cristã. A lente pela qual eu leio tudo o que eu vejo é o evangelho. As respostas que eu tenho para o que eu vejo na sociedade estão no evangelho”, declarou ele sobre suas composições. 

Na sua visão, não é necessário levar o título “gospel” para mostrar a visão cristã sobre os mais diferentes temas. Ele critica também o mercado gospel como um todo, questionando a qualidade das canções que não exaltam a Cristo, mas sim as necessidades das pessoas. 

Em seu entendimento, ele não precisa fazer canções que louvem a Deus. “Deus não precisa que eu cante para que ele saiba que eu o louvo. A minha vida é um louvor. Tudo o que eu faço é um louvor. O jeito como eu trabalho, como eu me relaciono com as pessoas, como educo os meus filhos…. tudo o que faço é pra glória de Deus… A música que eu faço também glorifica a Deus”. 

Zé Bruno fala também sobre deixar o “aquário” do mundo gospel para levar a mensagem para quem está do lado de fora. “A gente se torna reis e popstars dentro de um mundico, onde as coisas que se fala só fazem sentido ali dentro e não tem um pingo de relevância do lado de fora”. 

  

Assista: