Da Redação JM Notícia

Ex-senadora Marina Silva tentará a Presidência do país pela terceira vez

Durante evento da Rede Sustentabilidade no último sábado (2) a ex-senadora Marina Silva assumiu que é pré-candidata à Presidência, dependendo apenas da aprovação do partido para oficializar a pré-candidatura.

Durante sua fala, Marina declarou que “o senso de responsabilidade e compromisso” a convocam para este momento da política nacional.

Com as pesquisas de intenções de voto colocando o ex-presidente Lula e o deputado federal Jair Bolsonaro como os principais candidatos das eleições de 2018, Marina se diz preocupada com quem se declara “salvador da Pátria”.

“Esse não é o momento para salvadores da pátria. A pátria é uma construção de todos nós. Só os tiranos oferecem um destino. Os democratas oferecem uma possibilidade de um mundo melhor, um país melhor, construído por homens e mulheres”, disse ela.

A crítica, indiretamente, faz menção ao deputado Jair Bolsonaro, considerado por muitos como a solução para a política nacional por ele não estar ligado aos casos de corrupção.

Ao falar sobre o tema, Marina Silva declarou que cabe aos brasileiros realizarem a Operação Lava Voto, usando as urnas para escolherem, em 2018, pessoas não ligadas à corrupção.