Da Redação JM Notícia

Os  Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira  (6) que  reconhecerão Jerusalém como a capital de Israel, e o presidente Donald Trump cumprirá sua promessa de campanha de a transferir  embaixada americana de Tev Aviv para Jerusalém.

A  decisão gerou forte impacto na comunidade internacional, pois Jerusalém é alvo de disputa territorial com os palestinos que reivindicam a cidade para ser a capital de um possível Estado Palestino, sendo este um dos principais motivos para os conflitos infidados na região.

Trump foi advertido por lideranças internacionais para que não tomasse tal decisão unilateralmente, pois poderia prejudicar as negociações de paz. Como era de se esperar, protestos foram realizados na Faixa de Gaza e na Turquia e os países árabes ameaçam os EUA de retaliação.

Fora isso, oito países  pediram uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Bolívia, Egito, França, Itália, Senegal, Suécia, Reino Unido e Uruguai querem uma reunião neste final de semana.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.