Da Redação JM Notícia

Decoração de Natal em Araguaína pode render até 70% de desconto no IPTU. (Foto: Reprodução internet)

Entre os dias 12 e 21 de dezembro os moradores da cidade de Araguaína poderão se inscrever no Concurso Anual de Decoração Natalina que dará até 70% de desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).  

O programa visa incentivar a ornamentação da cidade, tornando-a mais bela e atrativa para as festividades natalinas, além de estimular o resgate das tradições de Natal. 

Pessoas físicas e jurídicas podem participar deste concurso, desde que estejam em dia com suas obrigações fiscais. Para participar é muito simples, basta se inscrever pelo site  www.araguaina.to.gov.br na opção Natal Luz. 

Os participantes poderão fazer uma decoração livre, desde que tenha motivos natalinos, sendo que a área decorada tem que ser a área externa como fachada, jardins, vitrines de lojas e etc. A decoração deve ser montada até  o dia 22 de dezembro a 6 de janeiro. 

Para escolher os vencedores as equipes da Prefeitura de Araguaína irão realizar uma vistoria e fazer as avaliações. É possível ler o que será levado em consideração para as notas através do regulamento disponibilizado no site da prefeitura. 

Entre os critérios estão: beleza, criatividade, inovação, identidade cultural e impacto visual da decoração diurna e noturna. Cada critério receberá uma pontuação, sem fracionamento, que irá de cinco a dez pontos. 

Serão 10 classificados, sendo cinco da categoria residencial e cinco da categoria comercial/industrial. Dentre os classificados de cada categoria, serão escolhidos primeiro, segundo e terceiro colocados. 

Os vencedores de cada categoria terão isenção parcial no IPTU do ano seguinte ao da realização do concurso, da seguinte forma: 70% para o primeiro lugar, 50% para o segundo lugar e 30% para o terceiro lugar. A divulgação dos vencedores será no dia 8 de janeiro de 2018, no Diário Oficial do Município de Araguaína. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.