Da Redação JM Notícia

Perlla se apresentou na Parada Gay de Duque de Caxias (Foto: Reprodução Instagram)

Após voltar a cantar funk, Perlla tem tentado se aproximar do público que consome suas canções: o público LGBT. Tanto que logo quando resolveu abandonar o gospel, a cantora fez questão de dizer que nunca falou contra as relações homoafetivas e jogou a culpa de uma postagem em defesa da família tradicional na assessoria da gravadora Central Gospel, presidida pelo pastor Silas Malafaia. 

No último domingo a cantora participou da Parada Gay de Duque de Caxias (RJ). Vestida apenas com um body e meia arrastão, a cantora mostrou alguns de seu sucesso de cima de um trio elétrico. 

Nas redes sociais ela escreveu: “Hoje foi nesse clima. Parada Gay de Duque de Caxias. Obrigada a minha amiga @sharleneoficial pelo convite e carinho. ❤️ e a todos que compareceram a esse evento incrível”. 

E este não será o único evento que Perlla participará, em 2018 ela será madrinha da Parada Gay de Barra do Piraí que acontecerá no dia 14 de janeiro. 

Em entrevista ao jornal Extra a cantora ainda comparou o público gay com os evangélicos dando uma alfineta ao dizer que os gays a respeitam. “Esse público é muito fiel, verdadeiro. Quando gosta, gosta e, quando não gosta, não tem o que fazer. Eles amam minha música, adoram dançar elas, mas o mais legal é que eles aprenderam a respeitar a Perlla. A Perlla humana, que pensa, que fala verdades”, disse. 

Desde que resolveu abandonar o gospel e voltar ao secular, Perlla tem recebido diversas críticas de evangélicos em suas redes sociais e tem rebatido com frases como “crentelhos”,  para se referir a esses seguidores.