Da Redação JM Notícia

Na tarde desta quarta-feira (13) o presidente Michel Temer precisou passar por uma cirurgia no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para a desobstrução da uretra. O procedimento durou pouco mais de uma hora e o presidente passada bem, segundo informações do Planalto. 

Até normalizar o funcionamento da uretra, o presidente usará uma sonda, com previsão de recuperação para 48 horas. 

“O presidente Michel Temer foi internado, na tarde desta quarta-feira (13) no Hospital Sírio Libanês, com quadro de dificuldade urinária e diagnóstico de estreitamento uretral. Ele foi submetido a procedimento cirúrgico de pequeno porte, que ocorreu com sucesso. O tempo de recuperação é de até 48 horas’, diz nota do Planalto. 

A assessoria do presidente declarou ainda que nesta quinta-feira (14) Temer já estará em Brasília para se encontrar com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para definirem juntos a data de votação da reforma da Previdência. 

  

Terceira cirurgia em três meses 

VEJA TAMBÉM
Temer diz que “alarde” da Operação Carne Fraca causa “embaraço econômico” ao País

Em outubro deste ano o presidente passou por uma cirurgia na próstata no Sírio-Libanês. Na ocasião, ele foi internado no hospital com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata. 

Em novembro Temer passou por uma angioplastia de três artérias coronárias. O procedimento também foi realizado no Hospital Sírio-Libanês, um dos principais hospitais do país.