Da Redação JM Notícia

Na tarde desta quarta-feira (13) o presidente Michel Temer precisou passar por uma cirurgia no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para a desobstrução da uretra. O procedimento durou pouco mais de uma hora e o presidente passada bem, segundo informações do Planalto. 

Até normalizar o funcionamento da uretra, o presidente usará uma sonda, com previsão de recuperação para 48 horas. 

“O presidente Michel Temer foi internado, na tarde desta quarta-feira (13) no Hospital Sírio Libanês, com quadro de dificuldade urinária e diagnóstico de estreitamento uretral. Ele foi submetido a procedimento cirúrgico de pequeno porte, que ocorreu com sucesso. O tempo de recuperação é de até 48 horas’, diz nota do Planalto. 

A assessoria do presidente declarou ainda que nesta quinta-feira (14) Temer já estará em Brasília para se encontrar com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para definirem juntos a data de votação da reforma da Previdência. 

  

Terceira cirurgia em três meses 

VEJA TAMBÉM
Temer passa mal e é levado ao centro cirúrgico do hospital do Exército

Em outubro deste ano o presidente passou por uma cirurgia na próstata no Sírio-Libanês. Na ocasião, ele foi internado no hospital com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata. 

Em novembro Temer passou por uma angioplastia de três artérias coronárias. O procedimento também foi realizado no Hospital Sírio-Libanês, um dos principais hospitais do país.