Da Redação JM Notícia

O médico foi atropelado enquanto praticava esportes na marginal leste da TO-050

Faleceu na manhã deste sábado  (16) o ginecologista Pedro Caldas que estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de Palmas (TO) desde o dia 12 de novembro, por conta de um atropelamento.

A causa da morte foram as complicações de um traumatismo craniano causado durante o acidente. Foram mais de 30 dias de internação, não resistindo, ele entrou em óbito.

O atropelamento aconteceu na marginal leste da TO-050, onde o ginecologista praticava exercícios físicos juntamente com um grupo de pessoas. A condutora do veículo que atropelou o médico estava sem habilitação. As causas do acidente estão sendo investigadas pela polícia.

Pedro Caldas será velado e enterrado em Goiânia no domingo (17), ele deixa esposa e três filhos.