Da Redação JM Notícia

Durante o velório do pastor Júlio Cesar, que aconteceu na quarta-feira passada (13), o bispo Abner Ferreira, pastor presidente da Assembleia de Deus em Madureira (RJ), revelou que o pastor sofria de depressão e fez um alerta sobre a importância de tratar da doença. 

“Ela (depressão), assim como outras doenças precisam ser cuidadas. A morte do pastor Júlio estava relacionada a um problema de saúde e não espiritual”, declarou. 

Ferreira fez questão de abrir o templo-sede da Assembleia de Deus Tijuca, onde o pastor Júlio presidia, para que o velório acontecesse, atraindo milhares de pessoas, entre a membresia do campo, autoridades eclesiásticas, pastores presidentes e cantores.  

O pastor Júlio se suicidou no dia 12 de dezembro, dentro de sua casa na cidade de Araruama, na Região dos Lagos (RJ). Ele estava sozinho em casa enquanto sua esposa, pastora Lenícia Bretas, participava de Culto em Ação de Graças por estar fazendo aniversário. 

Após o velório, o corpo do pastor foi transladado para Goiânia (GO) onde residem os familiares do pastor e naquela cidade foi sepultado.  

Notícia de suicídio abalou as Assembleias de Deus 

VEJA TAMBÉM
“Assim como a forca é vergonha, a cruz também era”, disse esposa de pastor que se suicidou

O suicídio do pastor abalou a comunidade evangélica, diversos pastores se pronunciaram sobre a amizade que mantinham com o pastor Júlio Cesar. 

O pastor Abílio Santana chegou a gravar um vídeo chorando, dizendo que acordou questionando a Deus o motivo disto ter acontecido. “Eu conheço o pastor Júlio há anos”, declarou ele lembrando que o pastor Júlio era filho de Osvaldo Silva que foi importante para uma série de pastores, inclusive ele. 

Santana estava inconformado com as críticas que os internautas fizeram ao saber que o pastor Júlio havia se matado. “Senhores, ele era um homem de Deus, eu o conhecia de perto”, defendeu. “Um homem que dava a vida pelo Reino (…) Você que fala do pastor Júlio, você não o conhecia”, completou em lágrimas. 

O pastor Marco Feliciano também gravou um vídeo dizendo que é importante se preocupar com o pastor e oferecer apoio, amizade. “O seu pastor é tão humano quanto você”, disse o deputado federal. 

“A maioria pensa que o pastor é um super-homem, mas ele não é. Ele é apenas um ser humano. Ame seu pastor, ajude seu pastor, seja amigo do seu pastor”, concluiu ele enviando apoio aos familiares do pastor Júlio Cesar.