Da Redação JM Notícia

Pai Uzêda levou ramos de uma planta chamada guiné, que segundo ele, “é usada contra morte e doença”

Durante a Convenção Nacional Extraordinária do PMDB que aconteceu nesta terça-feira (19), o presidente Michel Temer recebeu o pai de santo Roberval Uzêda, chamado de Pai Uzêda, que o benzeu no palco e fez uma revelação sobre o presidente.

Segundo o religioso, foi a primeira-dama, Marcela Temer, que o chamou para dar um passe no presidente. “O presidente Temer sempre foi alvo de macumba, de trabalho feito, de inveja”, declarou.

À imprensa, Pai Uzêda declarou que Temer é  alvo constante de macumba e que já encontrou três cabeças de burro nos jardins do Palácio do Planalto, e também encontrou bonecos de vodus. A revelação do pai de santo diz ainda que o Partido dos Trabalhadores (PT) fez uma “macumba para ele (Temer) morrer no hospital”.

Para livrar o presidente desses trabalhos, Pai Uzêda levou ramos de uma planta chamada guiné, que segundo ele, “é usada contra morte e doença”.

“Eu fui defumar, benzer, tirar tudo. Era uma urucubaca brava ali”, contou ele que diz seguir “a umbanda da linha branca”.