O Presidente da Câmara Municipal de Palmas, o vereador Folha Filho (PSD) divulgou à imprensa informação equivocada de que a sessão extraordinária, convocada por maioria para esta sexta-feira, 29, não terá seu propósito cumprido. Faltando poucos dias para encerrar o ano letivo, a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ainda não aconteceu.
De acordo com o vereador Folha Filho (PSD), o Orçamento não poderia ser votado por estar parado nas comissões e não ter aprovação do parecer do relator.
“O presidente está mal informado sobre o trabalho das comissões” ressaltou o vereador Milton Neres (PP), descontente com a situação.
“Esta foi mais uma tentativa da presidência de impedir que nosso trabalho seja realizado”, frisou Diogo Fernandes, “nosso esforço é para que possamos continuar exercendo nosso trabalho pela população que nos colocou aqui, não pelo Executivo”.
Em um esforço para não finalizarem o ano sem esta votação, foi realizada reunião extraordinária no dia de ontem, 28, pela Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle, ocasião em que o processo foi votado e aprovado pela maioria. A ata será lida na próxima Reunião da Comissão de Finanças.
COMPARTILHAR