Da Redação JM Notícia 

Entre as pautas a serem analisadas pelos deputados federais depois do recesso está o Projeto de Lei 8140/17 que propõe dobrar o valor pago aos beneficiados do Bolsa Família que morarem em municípios atingidos por desastres naturais.

De autoria do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), o projeto foi sugerido pela Câmara de Vereadores de Itaqui (RS), um município que tem sofrido com enchentes do rio Uruguai. Assim como em outras cidades, o problema acaba atingindo os mais pobres, justamente os beneficiados do programa de distribuição de renda.

“Esses desastres naturais causam prejuízos como a perda ou comprometimento das moradias, de bens móveis e roupas, deixando aqueles que têm muito pouco, às vezes sem nada”, afirma Mattos.

O PL pede para o pagamento dobrar pelo período de três meses após o desastre, para que essas famílias consigam se recuperar das perdas e possam sofrer menos.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.