Da Redação JM Notícia

Ex-presidente José Sarney e o presidente Michel Temer

O deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) não será nomeado como ministro do Trabalho para impedir qualquer dificuldade de relacionamento entre José Sarney e o presidente Michel Temer, segundo informações da agência Reuters.

A bancada do PTB indicou Fernandes para o cargo no dia que Ronaldo Nogueira pediu demissão do cargo, mas através do telefone o deputado foi informado que não seria mais ministros.

Fernandes confirmou em entrevista à TV Globo que teria havido “um veto” de Sarney, mas não há motivos para que o ex-presidente tenha impedido que o parlamentar assumisse o caso.

Tudo leva a crer que a proximidade de Fernandes com o governador do Maranhão, Flavio Dino, inimigo político de Sarney no Estado, seja o motivo por trás desse “veto”. Essa relação entre Fernandes e Dino conta ainda com a indicação do filho do deputado, Pedro Lucas Fernandes, para a presidência da recém-criada Agência Executiva Metropolitana do Maranhão.