Da Redação JM Notícia

Apresentador Carlos Massa, o Ratinho

O apresentador Carlos Roberto Massa, o Ratinho, usou suas redes sociais para desabafar que a Rede Globo tem colocado personagens homossexuais em todas as suas novelas. O que para ele era só uma brincadeira, foi considerado pela Defensoria Pública de São Paulo como “homofobia” e agora o apresentador do SBT pode ser processado. 

“A Globo colocou viado até em filme de cangaceiro, gente. Naquele tempo, não tinha viado, não. Você acha que tinha viado naquele tempo? É muito viado, eu não sei o que está acontecendo”, disse Ratinho. 

Para a defensoria o uso da palavra “viado” é pejorativo e discriminatório, logo, caberia um processo contra ele. “(Ratinho) utiliza por diversas vezes o termo ‘viado’ em sentido pejorativo, com o intuito de, propositadamente, reforçar a ideia negativa e discriminatória do termo. Além disso, Carlos Roberto Massa ressalta no vídeo que, para ele, seria um grande problema uma emissora de televisão exibir personagens homossexuais em sua programação”, dia a Defensoria. 

O Estado de São Paulo possui uma lei (Lei Estadual nº 10.948 de 2001) que prevê punições administrativas para pessoas físicas e jurídicas em atos de preconceito por orientação sexual. É com esta lei que o apresentador poderá ser penalizado. 

Com a repercussão do caso, Ratinho publicou novo vídeo nas redes sociais dizendo que “em nenhum momento quis ofender gays” e lamentou que não foi interpretado da forma correta. 

“Lamentavelmente, algumas pessoas não entenderam assim. Mas eu quero mandar um abraço e dizer que respeito todo mundo”, defendeu-se o apresentador.