Da Redação JM Notícia

Médico de Palmas é suspeito de matar ex-mulher (Foto: Reprodução/Facebook)

Na noite desta quinta-feira (11) a Polícia Civil conseguiu prender o médico Álvaro Ferreira Silva, principal suspeito de matar a ex-mulher Danielle Christina. Considerado foragido desde o dia 18 de dezembro, o homem foi encontrado em Anápolis (GO) e está sendo trazido para o Tocantins. 

Uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), comandada pelo delegado Pedro Ivo Costa Miranda em parceira com as Polícias Civis de Goiás e São Paulo, conseguiu realizar a prisão. 

A morte da professora Danielle aconteceu um dia depois que o médico ser solto após audiência de custódia. Ele foi preso no dia 16 de dezembro por ter agredido a ex-mulher e solto no dia seguinte. 

Ferreira nega que seja o autor do crime, alegando que estava em viagem quando o crime aconteceu. Um dia após a morte de Danielle, o suspeito chegou a entrar em contato com a mãe da vítima alegando inocência e criticando a Lei Maria da Penha. 

A professora contou ao seu advogado, Edson Monteiro de Oliveira Neto, que o ex-marido já havia ameaçado matá-la outras vezes. Foi o advogado que informou a polícia de que Danielle não respondia suas ligações. A polícia foi até a residência da professora e a encontrou morta, de bruços, na cama. 

O registro da ocorrência feito pela Polícia Civil aponta que foram encontrados hematomas no pescoço da professora e havia odor característico de urina no short que a vítima vestia. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.