Da Redação JM Notícia

Moisemar Marinho deve assumir vaga em substituição ao vereador Ivory de Lira

A queda de braços entre os vereadores oposicionistas/independentes em Palmas e o prefeito Carlos Amastha (PSB), culminou na nomeação do deputado estadual Junior Evangelista, nesta segunda-feira (15), como secretário Municipal de Habitação, pasta anteriormente ocupada pelo também deputado Ricardo Ayres.

Com a saída de Júnior Evangelista, o vereador de Palmas, Ivory de Lyra, suplente de deputado deve assumir a vaga no parlamento estadual, abrindo espaço para que o governista Moisemar Marinho assuma mandato de vereador na Câmara. Atualmente os vereadores de oposição são maioria na Casa, ou seja, dez contra nove governistas.

Com a entrada de Moisemar, o Paço Municipal passa a ter maioria na Câmara de Palmas e deve conseguir depois de quase 30 dias, aprovar  a Lei de Diretrizes Orçamentárias 2018, com remanejamento do orçamento em 20%. A oposição trabalhava desde de o mês de dezembro, para que esse percentual fosse reduzido para 5%, desde então, Amastha e a Câmara travam queda de braço, ou seja, até esvaziamento de servidores para que a Casa não funcionasse em sessão convocada pela oposição, foi feita pelo presidente da Câmara, vereador Folha Filho. O orçamento da Capital está estimado em R$ 1,3 bilhão.

O JM Notícia tentou contato com o vereador Ivory de Lira, mas as ligações não foram atendidas. Já o vereador Moisemar Marinho confirmou ao JM Notícia que deve assumir mandato nesta terça-feira (16).

COMPARTILHAR